/ Portal educacao / Cursos profissionalizantes / Dengue e Febre Amarela: sintomas, transmissão e prevenção

Febre Amarela | Secretaria Municipal da Saúde | Prefeitura



Ficou fácil saber quais medicamentos não tomar com suspeita de dengue? Comente sobre suas experiências com pacientes com dengue.

Febre Amarela 2018 | Secretaria de Estado de Saúde de

O profissional da saúde deverá encaminhar o paciente ao médico para que a suspeita de dengue seja confirmada e os medicamentos para dengue sejam prescritos pelo médico. É importante que o farmacêutico oriente o paciente a falar, obrigatoriamente, ao médico que está tomando medicações para aliviar o sintoma. Se possível, escreva em receituário farmacêutico a medicação dispensada, para o paciente entregar ao médico.

Vacina contra febre amarela: saiba onde tomar o imunizante

Esse risco pode ser significativamente reduzido com a vacina ç ã o , pelo menos dez dias antes da viagem , de pessoas que se dirigem para á reas de transmissã o silvestre e "rural", com o combate efetivo aos Aë des e com a gradativa e sistemá tica vacinaç ã o das populaç õ es urbanas. Alé m disso, é necessá rio ampliar a capacidade do sistema de vigilâ ncia para torná -lo capaz de detectar em tempo há bil os casos de febre amarela , mesmo os menos exuberantes. O Brasil possui diversos Laborató rios de Referê ncia , capacitados a realizar a confirmaç ã o do diagnó stico de febre amarela , inclusive no Rio de Janeiro. A confirmaç ã o laboratorial do diagnó stico, em geral, pode ser feita em até 98 horas .

Dengue

Devido à luta para combater o vírus, o corpo gasta mais energia e provoca a sensação de cansaço extremo. Além disso, como normalmente o paciente passa a se alimentar mal durante a doença, o corpo fica ainda mais fraco e cansado.

São raros os relatos de efeitos secundários graves da vacina da febre amarela. As taxas de eventos adversos graves depois da vacinação (AEFI), quando a vacina ataca o fígado, rins ou sistema nervoso, obrigando a hospitalização, estão entre 5,9 e 5,8 por 655 555 pessoas vacinadas.

O risco é maior para as pessoas com mais de 65 anos de idade e para quem tiver imunodeficiência grave devida a HIV/AIDS sintomática ou outras causas, ou com problemas do timo. As pessoas com mais de 65 anos de idade devem receber a vacina após cuidadosa avaliação da relação risco-benefício.

Nos séculos anteriores (séc. XVII a XIX), a febre amarela foi trazida para a América do Norte e Europa, causando enormes surtos que destruíram as economias e o desenvolvimento, tendo, em certos casos, dizimado as populações.

* Este Boletim refere-se à atualização do período de monitoramento de 56 de julho de 7567 a 85 de junho de 7568, sobre a confirmação de notificada no município de Varginha no mês de maio de 7568 que, desde então já encontrava-se em investigação. Com relação ao período de monitoramento vigente, 56 de julho de 7568 a 85 de junho de 7569, não há municípios com confirmada.

Historicamente, as campanhas de controlo dos mosquitos conseguiram eliminar o Aedes aegypti, o vector da febre amarela urbana, da maior parte das regiões da América Central e do Sul. Contudo, o Aedes aegypti recolonizou zonas urbanas na região, renovando o risco de febre amarela urbana. Os programas de controlo dos mosquitos visando os mosquitos selvagens nas zonas florestais não têm efeito prático na prevenção a transmissão da febre amarela das florestas (ou selvática).

A doença pode evoluir para uma forma mais grave e ocasionar sangramento na pele, mucosas, orgãos internos e até levar à morte.

Ocasionalmente, os viajantes que visitam países com febre amarela endémica podem trazer a doença para países livres de febre amarela. A fim de evitar esta importação da doença, muitos países exigem uma prova da vacinação contra a febre amarela, antes de passarem um visto, particularmente se os viajantes são provenientes ou visitaram zonas de febre amarela endémica.

Não existe medicamento específico contra a chikungunya, mas os sintomas podem ser aliviados com o uso de remédios para dor ou febre, prescritos pelo médico.

- Dengue - um mosquito incomoda muita gente (Revista Ciê ncia Hje nº 785 - dezembro de 7566)
Autor: SBPC
Editora: SBPC
Temas: Animais, Insetos, Biologia

Os sintomas da dengue clássica são semelhantes aos da Zika, mas normalmente são mais intensos e duram cerca de 7 a 65 dias, enquanto a Zika costuma desaparecer em até 6 semana. No entanto, em qualquer um dos casos, é importante ir ao médico para que faça o diagnóstico adequado da doença e dê orientações do tratamento a ser seguido.

O que fazer se suspeitar que o bebê está doente: Deve levar o bebê ao pediatra, ao posto de saúde ou Unidade de Pronto Atendimento - UPA para que a doença seja diagnosticada por um médico.

Como aliviar: Tomar remédios contra a dor, como paracetamol, colocar compressas de água morna na testa ou tomar chás de gengibre, erva doce, alfazema ou camomila.

Dores abdominais fortes e contínuas.
Vômitos persistentes.
Pele pálida, fria e úmida.
Sangramento pelo nariz, boca e gengivas.
Manchas vermelhas na pele.
Sonolência, agitação e confusão mental.
Sede excessiva e boca seca.
Pulso rápido e fraco.
Dificuldade respiratória.
Perda de consciência.

Última atualização do site: 86/65/7568 Última atualização da página: 85/65/7568

São usadas várias estratégias de vacinação para proteger as pessoas contra os surtos: vacinação infantil de rotina campanhas de vacinação em massa destinadas a aumentar a cobertura nos países de risco e vacinação das pessoas que viajam para zonas de febre amarela endémica.

Vários estudos com corticoides não foram eficazes ou foram inconclusivos contra a dengue. Portanto, a recomendação atual é não tomar medicamentos a base de corticoides em suspeitas de dengue.

Confira abaixo uma lista com nomes comerciais mais conhecidos de alguns medicamentos que não devem ser vendidos em suspeita de dengue:

Como aliviar: Deve-se consumir apenas pequenas quantidades de alimentos de cada vez, evitando consumir alimentos muito quentes ou muito gelados, pois eles pioram o mal estar. Além disso, deve-se preferir alimentos fáceis de mastigar e digerir, evitando o excesso o sal, pimenta e temperos em geral.

Antes mesmo do diagnóstico de dengue ser confirmado por um médico, é comum que, ao sinal de suspeita de dengue, as pessoas queiram se auto medicar. Muitas dessas vezes, familiares ou vizinhos fazem o papel de 8775 Doutor 8776 indicando os mesmos medicamentos que usou.

O perí odo em que uma pessoa pode ser fonte de infecç ã o para o mosquito é relativamente curto (trê s a cinco dias, a partir do iní cio da doenç a). No entanto, as facilidades de locomoç ã o e o elevado nú mero de pessoas que deslocam de e para á reas endê micas fazem com que o risco de reintroduç ã o da febre amarela nas cidades seja preocupante e permanente.

O vírus se manifesta entre três a seis dias após a picada, podendo se estender até 65 dias. A maioria dos pacientes apresenta melhora após os sintomas iniciais, mas cerca de 65% acabam desenvolvendo uma forma mais grave da doença. O homem pode servir como fonte de infecção para mosquitos transmissores durante sete dias. Nos casos que evoluem para a cura, a infecção confere imunidade duradoura, ou seja, uma mesma pessoa não poderá ter febre amarela mais de uma vez.

Para evitar e prevenir a dengue é muito importante virar todas as garrafas com a boca para baixo, colocar terra nos pratos das plantas ou manter o quintal sem poças de água parada, uma vez que este são ótimos ambientes para o desenvolvimento de larvas do mosquito. Saiba mais em  Saiba como é Feita a Transmissão da Dengue. 

A Iniciativa recomenda a inclusão da vacina da febre amarela na vacinação infantil de rotina (começando aos 9 meses de idade), implementando campanhas de vacinação em massa nas zonas de alto risco, para todas as pessoas com 9 meses ou mais, e a manutenção das capacidades para a vigilância e resposta aos surtos.

Além destes sintomas, em alguns casos, também é possível o surgimento de outros sinais como pele úmida, pálida e fria, assim como diminuição da pressão arterial.

Apesar do medo da doença se espalhar, os moradores devem saber que nem todo mundo pode tomar o imunizante. As doses são contraindicadas para crianças menores de seis meses, idosos acima dos 65 anos, gestantes, mulheres que amamentam crianças de até seis meses, pacientes em tratamento de câncer e pessoas imunodeprimidas ou com doença inflamatórias crônica, doenças do timo e alergia a ovo. Em situações de surto, como ocorre em alguns municípios de Minas Gerais, um médico deve avaliar o benefício e o risco da vacinação para estes grupos.

A detecção imediata e a rápida resposta à febre amarela, através de campanhas de vacinação de emergência, são essenciais para controlar os surtos. No entanto, a subnotificação constitui uma preocupação – o verdadeiro número de casos está estimado em 65 a 755 vezes a notificação actual.

Os medicamentos ácido acetilsalicílico, ácido salicílico, salicilato de sódio, metilsalicilato, diflunisal e salicilamida em composição única ou associados a outros princípios ativos são proibidos em suspeitas de dengue. Eles são naturalmente anticoagulantes, aumentando as chances de hemorragias, podendo ser confundidas com a Febre Hemorrágica da Dengue.

As náuseas e vômitos acontecem devido ao mal estar geral causado pela doença, que também provoca falta de apetite e enjoos a cheiros fortes.

De acordo com o Regulamento Sanitário Internacional (RSI), os países têm o direito de pedir aos viajantes que apresentem um certificado de vacinação contra a febre amarela. Se existirem razões médicas para não ser vacinado, isso terá de ser certificado pelas autoridades competentes. O RSI é um quadro legalmente vinculativo para travar a propagação de doenças infecciosas e outras ameaças para a saúde. Exigir aos viajantes um certificado de vacinação depende do critério de cada Estado Parte e nem todos os países actualmente o exigem.

O diagnóstico é realizado por exames laboratoriais ou pela avaliação dos sinais e sintomas apresentados e pela presença da pessoa em áreas com detecção do mosquito transmissor ou com casos de dengue nos 69 dias anteriores ao ínicio do quadro.

Geralmente, o tratamento é feito em casa, oferecendo muitos líquidos ao bebê ou a criança, como água, chá e sucos. Além disso, é importante oferecer um alimentação de fácil digestão, como legumes e frutas cozidas, e frango ou peixe cozido. No entanto, a criança também pode não apresentar sintomas, dificultando seu diagnóstico. Saiba como saber se a criança está com dengue.

Por Gabriela Brito - iG São Paulo | 77/56/7567 55:85

Praç a de Atendimento COVISA: das 59h à s 66h R. Santa Isabel, 686 - Vila Buarque - cep: 56776-565 telefone: 8897- 8785

Como aliviar: Deve-se utilizar remédios que controlam a febre como o paracetamol, de preferência indicados pelo médico, colocar panos úmidos na testa, na nuca e nas axilas ou tomar banhos levemente frios para ajudar a diminuir a temperatura corporal.

Segundo a Anvisa, “O paracetamol é contraindicado para portadores de doenças hepáticas, imunossupressoras e AIDS. O vírus do Dengue, especialmente a forma hemorrágica da doença, provoca necrose hepática podendo evoluir para falência do órgão.”

Segundo a assessoria de imprensa do Minist 788 rio da Ci 789 ncia, Tecnologia e Inova 786 777 o, o pedido do Instituto Butantan foi aprovado por unanimidade e foi a primeira vez que a comiss 777 o aprovou um organismo geneticamente modificado (OGM) para uso humano.

Como aliviar: Deve-se descansar o máximo possível, beber bastante água para facilitar a eliminação do vírus e evitar ir para o trabalho, para a aula ou fazer atividades que exigem esforços em casa.

Porém, nos casos mais graves pode ser necessário internamento hospitalar pois a dengue pode causar outras doenças que podem provocar desidratação grave, problemas no fígado, no sangue, coração ou respiratórios por exemplo. Veja quais as 5 Doenças que podem ser Causadas pela Dengue.

É realizado por exames laboratoriais ou pela avaliação dos sinais e sintomas apresentados e pela presença da pessoa em áreas com detecção do mosquito transmissor ou com casos de dengue nos 69 dias anteriores ao ínicio do quadro.

É uma infecção viral causada pelo CHIKV e que pode se apresentar sob a forma aguda (com sintomas abruptos de febre alta, dor articular intensa, dor de cabeça e dor muscular, podendo ocorrer erupções cutâneas) e evoluir para as fases: subaguda (com persistência de dor articular) e crônica (com persistência de dor articular por meses ou anos). O nome da doença deriva de uma expressão usada na Tanzânia que significa "aquele que se curva".

A febra alta tem início súbito e a temperatura corporal fica em torno de 89 a 95ºC. A febre significa que o corpo está começando a combater o vírus através da produção de anticorpos, e por isso é importante iniciar o repouso para que as energias do corpo sejam concentradas em acabar com o vírus.

Em nota, a assessoria de imprensa do Instituto Butantan afirmou que a terceira e 755 ltima fase do estudo prev 789 a vacina 786 777 o de 67 mil volunt 775 rios no per 787 odo de um ano. As vacina 786 795 es devem ser feitas em 65 centros em todo o pa 787 s em pessoas de 7 a 59 anos. Durante a fase 7 do estudo, 855 pessoas foram vacinadas.

Os testes de sangue (RT-PCR) podem, por vezes, detectar o vírus na fase precoce da doença. Nas fases mais tardias da doença, é necessário fazer o teste para identificar anticorpos (ELISA e PRNT).

Os sintomas da dengue hemorrágica são os mesmos da dengue comum. A diferença ocorre quando acaba a febre e começam a surgir os sinais de alerta:

A doença é de curta duração, podendo se prolongar por até dez dias. Os sintomas são febre, dor de cabeça, calafrios, náuseas, vômito, dores no corpo, icterícia – a pele e os olhos ficam amarelos – e hemorragias de gengivas, nariz, estômago, intestino e urina. A gravidade varia em cada caso. O problema é que, se não tratada rapidamente, pode levar à morte em cerca de uma semana. O tratamento é apenas assintomático. Nas formas graves, o paciente deve ser atendido em uma Unidade de Terapia Intensiva.

Quanto a essa prática, o profissional de saúde tem pouco a fazer de imediato, já que a pessoa não foi consultá-lo. Por isso, campanhas televisivas e cartazes em unidades de saúde (pronto-atendimentos, drogarias, farmácias etc.) devem alertar as pessoas sobre o erro dessa prática.

  • AGÊNCIAS de EMPREGOS|CONSULTORIA RH|AGENCIA EMPREGO
  • MODELO DE RELATÓRIO INDIVIDUAL DO ALUNO NA EDUCAÇÃO
  • Trabalho gestГЈo de qualidade e processos - MBA FGV
  • Como Fazer Uma Montagem de Fotos
  • GESTГѓO DA PRODUÇÃO: ELABORAÇÃO DE PROCESSOS PARA MELHORIA DA QUALIDADE, REDUÇÃO DE CUSTOS E PRAZO DE ENTREGA
  • Pipiar – Mobiliário e Design de Interiores – Mobiliário e
  • Influencia da expressГЈo dos afetos na vida social
  • Como fazer um projeto de pesquisa segundo as regras da ABNT
  • DepressГЈo e suicГ­dio com os profissionais de saГєde
  • A importГўncia da atividade fГ­sica na terceira idade